Tag -Rentabilidades comparadas

1
Financial Advisor: você ainda vai ter um! (2)
2
Financial Advisor: você ainda vai ter um! (1)
3
Tire sua dúvida: PGBL ou Tesouro Direto?
4
Sopa de letrinhas
5
Acho que não entendi a fala!

Financial Advisor: você ainda vai ter um! (2)

refugees-1020266_1920

Fazendo uma analogia simples e rápida, o Financial Advisor (FA) deverá condicionar sua vida financeira da mesma forma que um Personal Trainer condiciona sua vida desportiva.

Leia mais

Financial Advisor: você ainda vai ter um! (1)

balloon-912806_1920_blogdozent

Reconheço que a vida do brasileiro não anda nada fácil. E não falo tão somente para os que hoje enfrentam dificuldades para fechar o orçamento, tema que, em um artigo aqui, outro artigo ali, tratei, ainda que não tenha esgotado assunto.

Leia mais

Tire sua dúvida: PGBL ou Tesouro Direto?

question-marks-2215-blogdozent

 

Um leitor e colaborador do blog me escreveu e-mail onde pergunta se vale a pena resgatar os valores que tem aplicado nos planos de previdência privada que possui – PGBL – para aplicar em títulos do Tesouro, diante das taxas tão altas hoje oferecidas.

Leia mais

Sopa de letrinhas

abc-916666_1920-blogdozent

Além dos populares PGBL/VGBL que atendem àqueles que desejam complementação da aposentadoria, dois produtos que têm chamado a atenção de potenciais investidores são as LCI/LCA, já que seus rendimentos são isentos do imposto de renda – pelo menos por agora… Sabe-se lá o que o tal do ajuste fiscal ainda nos reserva. E é sobre elas que falo no artigo de hoje!

Leia mais

Acho que não entendi a fala!

post_acho_entendi
E enquanto decidem se irão ou não aprovar a volta da CPMF – com ou sem este nome – uma fala em especial me chamou a atenção: aquela que atribuiu à nova contribuição a função de investimento! Daí, considerando que às vezes entendo as coisas ao pé da letra, fui verificar o que aconteceria com as aplicações usuais disponíveis para nós, simples mortais. Acompanhe-me, querido leitor!

Considerando como data final 17/09/2015, simulei aplicações de R$ 1.000 em cinco investimentos conhecidos: a Poupança, um CDB (100% do CDI), uma LCA (90% do CDI) e dois fundos DI de um grande banco, o primeiro com taxa de administração de 1,0% e o segundo com 3,9%. Admitindo a CPMF no valor de 0,38%, alíquota do IR de 20% (12 meses) e isenção de IR para a Poupança e para a LCA, os resultados encontram-se abaixo, onde cito a rentabilidade antes e após a CPMF. Note que com a CPMF, você gastará R$ 1003,80 para aplicar R$ 1.000, daí a queda na rentabilidade.

Calculando-se os valores já descontando-se o IR e as taxas de administração, a Poupança teria rendido 8,22% (sem CPMF) ou 7,81% (com CPMF), equivalente a 62,83% do CDI; o CDB 9,94% (sem) e 9,53% (com), equivalente a 76,65% do CDI; a LCA 11,19% (sem) e 10,77% (com), equivalente a 86,61% do CDI; o fundo barato (TAD de 1,0%) 9,27% (sem) e 8,86% (com), equivalente a 71,27% do CDI; o fundo caro (TAD de 3,9%) 6,59% (sem) e 6,19% (com), equivalente a 49,79% do CDI.

Leia mais

Copyright © BlogdoZent. Criado por Designend.

View in: Mobile | Standard